Ao contrário do que muitos pensam, transformação digital é um termo mais complexo e de maior impacto global do que se imagina.

Em tempos mais remotos, a configuração das revoluções industriais no trouxe inimagináveis transformações, principalmente nos setores industriais, como as máquinas a vapor e os serviços de transmissão de dados, como a telefonia, por exemplo. Podemos transportar essas realidades para os tempos atuais e imaginarmos nossa situação e a própria transformação digital como sendo semelhante ao vapor daquela época.

 

Para se ter uma ideia da velocidade que essa transformação nos evoca, vamos retornar à apenas dez anos atrás:

Imagine que você está de viagem pela empresa para uma grande metrópole, como São Paulo. Chegando lá, você sabe que ficará mais de três dias e precisa de um local para se hospedar e, consequentemente, algum meio de locomoção. Chegando a noite, a fome começa a bater e você necessita de algo para comer 

 

Como você faria para resolver esses problemas?

Pois é, hoje com um simples acesso à internet e três aplicativos instalados: Airbnb, Uber e iFood, você nem se preocupa com essas demandas. A transformação digital, portanto, cria um abalo sísmico na indústria, no comércio e nas relações transacionais.

Tendo isso em conta, sua empresa enxerga essas transformações de que maneira? Positiva ou negativamente? É isso que vamos conferir nesse artigo.

 

Os produtos são os mesmos, porém, agora com cliques.

Como você pode observar, os telefonemas para hotéis e deliverys, bem como as clássicas paradas de táxi agora estão dentro do seu bolso, basta ter bateria e conexão com a internet.

Catálogos de produto e cartões de visita agora são conhecidos como redes sociais, assim como também os antigos e ainda utilizados outdoors estão se tornando banners em sites, anúncios no Google Ads e no Facebook Ads.

A primeira grande lição, portanto, é: Encare essas transformações como oportunidades de negócio e ADAPTE-SE à essas mudanças. Perceba que a palavra “ADAPTE-SE” está em maiúsculo e em negrito, portanto, isso é realmente sério.

Uma das perguntas mais comuns com relação a esse tema é: O que estou sujeito a enfrentar caso não implante ou demore para implantar essas transformações na minha empresa?

 

Vamos aos riscos:

1 – Seus 50 anos de empresa NÃO IMPORTAM mais

Sim, a internet favorece muito as pequenas empresas. Justamente por ser acessível, barata e de fácil utilização, empresas pequenas e startups investem e muito em marketing unificado e campanhas patrocinadas. Esse tipo de atitude requer apenas conhecimento e expertise naquilo que se faz para que o produto que está sendo ofertado seja de fato real.

Se sua empresa possui anos de mercado, é um ponto muito positivo para a aquisição de novos clientes, porém, já não é mais o fundamental, simplesmente porque se sua organização não está adaptada para o mundo online e as pequenas empresas dominam esse campo, é provável que você perderá para elas.

 

2 – Empresa prisioneira de máquinas à vapor

O termo prisioneiro aqui não é em vão. As transformações que vimos anteriormente, justamente pelo fato de possuírem um prazo curto de duração e renovação, elas rapidamente se tornam obsoletas.

Para se ter uma ideia, de cinco anos para cá a venda de armazenamento em disco (HD’s e Pendrives), por exemplo, caiu bruscamente, enquanto a criação de novas contas em nuvem se expandiu de maneira explosiva.

Processadores, equipamentos, máquinas, placas gráficas, dispositivos de armazenamento, tudo isso está cada vez mais obsoleto e requer mudanças constantes, o que pode deixar sua empresa para trás em muitas situações.

Uma dica para essa situação é: invista em profissionais de T.I e ou empresas que prestam consultoria nessas áreas.

 

3 – Demandas do mercado

A lógica é simples: Se as tecnologias estão cada vez mais acessíveis, baratas e fáceis de utilizar, teremos então mais empresas no mercado, com melhores preços e produtos mais inovadores.

Portanto, se as ofertas estão se alterando, as necessidades do mercado consequentemente também. Isso significa que se sua marca não percebe as novas necessidades dos seus clientes, em pouco tempo sua organização será trocada por contratos com outras empresas.

Mantenha a mentalidade jovem em sua empresa, participe de congressos da sua área, esteja em busca sempre de se atualizar, participe de fóruns online de discussão para que essa interação possa gerar frutos de atualização e melhorias constantes.

Gostou do nosso conteúdo? Leia nosso artigo sobre as 5 principais dificuldade do setor metal mecânico em 2020 clicando aqui!