Você com certeza já ouviu falar sobre inteligência artificial. Em conversas com seus colegas, depois de muito discutirem sobre um assunto, você abre seu Instagram e começa a se deparar com alguns anúncios sobre exatamente o que vocês estavam conversando. Sim, Isso é extraordinário!

E na indústria, afinal, isso também existe? Claro! Essa comunicação ela se estabelece através do que chamamos de IoT (Internet of Things) ou, em português, Internet das Coisas.

A Internet Das Coisas e a conexão com a Manufatura Inteligente

Não é de muito tempo em que a indústria brasileira já está se adaptando à esses modelos de manufatura inteligente. Através de microprocessadores e microcontroladores, os processos de fabricação das empresas já passa a ser automatizado sem quase nenhuma dor de cabeça.

Porém, a diferença desse tipo de tecnologia para um sistema de IoT é, simplesmente, a comunicação que é feita das máquinas com os computadores e os demais setores de produção. Em uma manufatura totalmente inteligente, o braço humano é praticamente imperceptível dentro da produção e, praticamente tudo é controlado pela inteligência artificial.

Vamos à um exemplo prático de IoT na vida real e vamos compará-lo à um sistema de produção industrial também com a mesma tecnologia.

Imagine que você está em uma casa totalmente automatizada. Momentos antes de você se levantar da cama a cafeteira já é automaticamente acionada e alguns alarmes de sua casa já começam a se desligar. Você levanta e, ao chegar no banheiro as luzes já estão acesas e sua música preferida já está tocando para que um dia bom se inicie.

No fim de mês, por exemplo, sua geladeira já entende que as compras do mês já precisam ser efetuadas e logo já emite um pedido ao supermercado delivery que, em questão de horas já estará entregando as mercadorias em sua casa com tudo pago, sem necessidade de dinheiro e/ou cartões, mas, sua contabilidade também já está sabendo desses gastos e a planilha já foi atualizada.

O mesmo também acontece em indústrias automatizadas. Antes mesmo de os insumos apontarem falta no estoque os pedidos já são enviados ao setor de compra para que a verificação e a atualização das compras seja efetuada.

Além disso, toda a produção está na mão dos gestores para acompanhamento em tempo real do que acontece em cada etapa de fabricação, sendo analisada através de Big Data e armazenamento de Dados em Nuvem. Com uma ferramenta desse porte em mãos, fica muito claro que a capacidade de antecipação de erros e falhas no processo é uma vantagem muito importante a ser destacada, reduzindo a probabilidade de problemas de maquinário e produção.

Indústrias que aderem à Manufatura 4.0 reduzem em até 50% o tempo de solução dos imprevistos no processo.

Além da utilização do IoT, a robótica é um grande aliado nos estímulos de eficiência de uma organização. Sua aplicação é simplesmente um sistema de comunicação que integra todos os setores da indústria e fornece maior flexibilidade de tempo e dinheiro, além de autonomia nos processos. E não pense que a automação é somente no chão de fábrica, ela também acontece nos setores de compra, estoque e até mesmo recursos humanos.

Lembre-se: Manufatura Inteligente é para toda a organização.

Como posso começar a aplicação desses sistemas inteligentes em minha indústria?

Comece por investir em um ERP Inteligente e eficaz. A gestão de dados qualificada é o primeiro passo para a garantia de fluidez e agilidade nesse percurso de aprimoramento dos processos de sua empresa.

Com isso, todas as decisões de sua empresa serão pautadas em dados reais e atualizados em tempo real sobre todos os processos envolvidos na sua indústria, garantindo melhores tomadas de decisão e prolongando a qualidade dos serviços de sua organização.

Entre em contato com a gente e comece agora mesmo!